Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Cavaco Silva. "Eleições serão na data prevista. Ponto final"

Alberto Frias

Serão realizadas em 2015, no intervalo previsto na alteração da lei eleitoral de 1999, diz o Presidente da República, numa entrevista exclusiva sobre a data das eleições. Igualmente perentório, afirma: "Próximo Governo tem de ser maioritário".

Luísa Meireles e Ricardo Costa

Só uma crise política "grave" ou a alteração da própria lei poderá impedir Cavaco Silva de cumprir o que a Assembleia da República aprovou, em 1999, garantiu o Presidente da República na entrevista exclusiva concedida ao Expresso.

As eleições acontecerão em 2015, entre 14 de setembro e 14 de outubro, reafirmou, lembrando o dever do Presidente cumprir a lei. 

Quanto ao momento político atual, Cavaco Silva considera "fundamental conseguir baixar o nível de crispação e de tensão partidária", voltando a apelar a uma "cultura de compromisso" e a defender o "restabelecer pontes de diálogo relativamente a matérias sectoriais importantes para o futuro". 

"O próximo Governo não pode deixar de ter o apoio maioritário da Assembleia", sublinha ainda o Presidente da República.

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI