Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Marcelo emite nota a exigir esclarecimento cabal sobre roubo de Tancos

Presidente da República divulga nota no site da Presidência a propósito da notícia que faz manchete da edição do Expresso este sábado

O Presidente da República acaba de reagir à notícia do jornal Expresso desta semana, que faz manchete, e que tem como título "Ainda há explosivos de Tancos à solta".

O Expresso afirma este sábado que "para poder manter sob escuta seis suspeitos do assalto a Tancos, os procuradores do Ministério Público encarregados da investigação revelaram num recurso que, ao contrário do que tinha sido veiculado pelo Exército e pelo Ministério da Defesa, ainda há granadas e explosivos que não foram devolvidos. O material de guerra pode ser usado em atentados terroristas ou para arrombar portas blindadas, e o MP diz mesmo que a segurança nacional está em perigo enquanto os assaltantes não forem capturados."

Perante esta notícia, Marcelo Rebelo de Sousa acaba de divulgar no site da Presidência da República uma nota a exigir o total esclarecimento dos factos. Recorde-se que o caso de Tancos tem sido no último ano um dos cavalos de batalha do Chefe de Estado, com sucessivas exigências de investigação, apuramento e esclarecimento quanto ao roubo ocorrido nos paiolins no ano passado.

Aqui fica na íntegra a nota de Marcelo:
"O Presidente da República reafirma, de modo ainda mais incisivo e preocupado, a exigência de esclarecimento cabal do ocorrido com armamento em Tancos.

E tem a certeza de que nenhuma questão envolvendo a conduta de entidades policiais encarregadas da investigação criminal, sob a direção do Ministério Público, poderá prejudicar o conhecimento, pelos Portugueses, dos resultados dessa investigação. Que o mesmo é dizer o apuramento dos factos e a eventual decorrente responsabilização. "

Para saber mais sobre o que se passa à volta da investigação sobre Tancos, leia a edição do Expresso desta semana.