Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

CML cede terreno a Madonna

Depois de gorada a ocupação do parque do Museu Nacional de Arte Antiga para estacionar os seus 15 carros, a Câmara de Lisboa disponibilizou-lhe um terreno no Placete Pombal

Estacionar na Rua das Janelas Verdes, na zona de Santos, em Lisboa, costuma ser uma dor de cabeça, tanto para quem visita como para quem lá mora. Tarefa ainda mais difícil quando se precisa de espaço para 15 carros, como é o caso de Madonna. A rua é estreita, movimentada, e tem muito poucos lugares de estacionamento. A cantora, no entanto, conseguiu resolver o problema, já que, depois de várias diligências, a autarquia lisboeta acabou por lhe ceder um terreno para estacionar os automóveis.

O atual espaço onde a estrela pop foi autorizada a estacionar os múltiplos carros usados pela equipa que a acompanha não foi a primeira opção da Câmara para satisfazer o pedido de Madonna. O executivo camarário pretendia que o espaço de estacionamento reservado do Museu Nacional de Arte Antiga (MNAA), que fica perto do palacete onde a cantora está a morar, lhe fosse cedido como parque privativo.

Mas o museu recusou o seu pedido. O mesmo foi confirmado ao Expresso pelo diretor, António Filipe Pimentel. “Não sei como foi feito o pedido de Madonna à câmara. Mas a chefe de gabinete de Fernando Medina veio cá, de urgência, depois de ter visto no Google Maps que tínhamos espaço. Veio fazer uma visita para ver as imediações”, conta o responsável do MNAA.

Perante a recusa do museu em ceder o parque de estacionamento, com a justificação de que o mesmo tem falta de espaço, foi preciso encontrar uma alternativa. Foi o próprio António Filipe Pimentel quem sugeriu que fossem usadas as traseiras do Palacete Pombal. Aquele edifício, construído no início do século XIX, é atualmente propriedade da Câmara de Lisboa.

Pedido extravagante

“Não temos espaço para 15 carros. Aliás, já temos dificuldades com as cargas e descargas do museu. Diríamos não até a um pedido do Papa. Mas foi um pedido extravagante. E ainda fui eu que sugeri as traseiras do Palacete Pombal, que ainda por cima é um espaço da câmara. Tive de ser eu — o diretor do MNAA — a ir mostrar o espaço que fica ao fundo da rua do museu”, continua António Filipe Pimentel.

Nas traseiras do edifício — conhecido tanto por Palácio como Palacete Pombal — é comum ver-se a equipa da cantora a entrar e a sair do estacionamento, não sendo segredo para quem lá mora ou trabalha que o terreno está a ser utilizado por Madonna.

José Ferreira, responsável pela construção de um prédio ao lado do palácio, onde os apartamentos com dois lugares de garagem custam perto de dois milhões de euros, está habituado ao entra e sai. “Ela não vem, é a equipa dela. Já cá devem estar há uns seis meses. Até se diz que ela vai construir um ginásio no terreno.”

Contactada pelo Expresso, fonte oficial da CML confirma a existência de um “acordo para a cedência de espaço de estacionamento nas traseiras do Palácio Pombal”. E compara a cantora a entidades como o Ministério da Cultura, ao afirmar que o mesmo terreno também já foi usado nas mesmas circunstâncias por aquela entidade governamental. “O espaço agora cedido — apenas durante um período limitado enquanto decorrerem as obras nos prédios na Rua das Janelas Verdes — já foi disponibilizado a outras entidades, nomeadamente ao Ministério da Cultura até dezembro de 2017.”

A autarquia garante que quando o empréstimo terminar será cobrada a verba correspondente à renda. Contudo, recusou divulgar o valor da mesma e o contrato que terá de existir. “O objetivo deste acordo precário é evitar perturbações e transtornos no trânsito local, numa artéria estreita mas bastante movimentada, que a entrada e saída de veículos das obras certamente traria para a zona”, adiantou a mesma fonte. Até ao fecho desta edição, a autarquia não explicou também como tinha sido formalizada e decidida a cedência, nem quando começou.

Boas-vindas a Madonna

Esta não é a primeira vez que a famosa estrela da pop tem direito a tratamento especial dado pela autarquia da capital e pelo seu presidente, Fernando Medina. Em maio de 2017, a SIC noticiou um encontro de cortesia do autarca com Madonna para lhe dar as boas-vindas, quando esta ainda estava a preparar a mudança para Lisboa. Na altura, Madonna andava a visitar palácios e quintas na capital e em Sintra, à procura de um local para ficar a morar com a família.