Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Ferreira Leite sobre acordos PS-PSD: “É uma forma diferente de fazer política e os tiffosi do PSD não gostam”

Acordos entre o Governo e o PSD sobre os fundos estruturais e a descentralização são “fundamentais e fazem falta ao país há muito tempo”, defende a ex-líder dos sociais-democratas

Helena Bento

Helena Bento

Jornalista

Manuela Ferreira Leite não tem dúvidas: os acordos entre o Governo e o PSD sobre fundos estruturais e sobre descentralização são “fundamentais e fazem falta ao país há muito tempo”. Porquê? “Porque são essenciais para fazer o país sair do pára-arranca habitual e da instabilidade” que se verifica sempre que há mudanças de Governo.

No seu comentário habitual na TVI24, esta quinta-feira à noite, a ex-líder social-democrata sublinhou a necessidade de “introduzir na política uma visão de longo prazo” e ressalvou que os acordos entre o PS e o PSD dizem respeito a “aspetos essenciais que duram mais do que uma legislatura”. “O país tem mais força com o Governo e a oposicão a dizerem a mesma coisa”, considerou.

Questionada sobre os avisos de Pedro Santana Lopes a respeito de uma possível mudança do “xadrez político” (Fórum TSF), Ferreira Leite defendeu que os acordos “não vão contra a identidade do PSD”. “É uma forma diferente de fazer política e os tiffosi do PSD não gostam”, acrescentou.

A ex-líder dos sociais-democratas lembrou que Pedro Passos Coelho e António José Seguro, antigo líder socialista, também fizeram acordos, embora em “segredo”, por “medo de perder votos”. “Se não ultrapassarmos a ótica dos votos vamos ser prejudicados.”