Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Centeno lembra que nunca disse “nunca” a aumentos na função pública em 2019

Mário Centeno deixa a porta entreaberta à possibilidade de aumentos na função pública no próximo ano, ao afirmar que nunca usou a palavra “nunca”. Em entrevista à TSF, o ministro das Finanças lembra, no entanto, que independentemente de haver ou não aumentos reais nos ordenados, o descongelamento das carreiras vai prosseguir e que só isso já representa uma subida nos rendimentos dos trabalhadores do Estado


Aumentar os salários da função pública pode custar ao Estado português mais de 300 milhões de euros por ano. É o resultado das contas, feitas pelo Jornal de Notícias, tendo como referência uma subida de 1,4% nos ordenados, em linha com a inflação prevista em 2019.

Os sindicatos queixam-se que a função pública perdeu quase 12% do poder de compra desde 2010.

A última atualização nos salários da administração pública foi de 2,9%, em 2009.
A próxima pode afinal acontecer já no próximo ano.

Na entrevista à TSF, Mário Centeno lembra ainda que este Governo tem feito reformas em várias áreas da Administração Pública, explica que estão previstas novas admissões e não afasta a possibilidade de aumentos nos salários dos trabalhadores do Estado em 2019.