Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Sousa Tavares: “Não há almoços grátis e não há ajudas de Estado que não são ajudas”

O défice do ano passado ficou nos 3%, com o Eurostat a decidir incluir nas contas a recapitalização da Caixa Geral de Depósitos. Miguel Sousa Tavares defende que as cativações “foram necessárias para manter o défice” e que em 2019 “não vai ser possível mantê-las na saúde”. O comentador da SIC refere ainda que o Estado “deu quatro mil milhões de ajuda à CGD e não de investimento”