Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

"Parece que finalmente vai começar a fazer oposição", diz Marques Mendes sobre Rui Rio

O ex-presidente do PSD diz que não faz qualquer sentido o rumor de que o partido poderá avançar para eleições diretas, já que Rui Rio não se demitirá. "São tonterias", atira

Marques Mendes considerou um "disparate monumental" a ideia, que estará a ser passada pelos críticos sociais-democratas à liderança de Rui Rio, de que o partido avançará, mais cedo do que o que se pensava, para eleições diretas. "Isso só poderia acontecer se Rui Rio se demitisse. Conhecendo-o bem, ele não se demite. E ainda bem", afirmou Marques Mendes, no seu espaço habitual de comentário político na SIC. Foi desta forma que o antigo líder do PSD reagiu à notícia publicada este sábado pelo Expresso, que dá conta de que os críticos internos acreditam que Rio pode ser afastado da liderança do partido antes mesmo das legislativas de 2019 - devido à turbulência interna no partido e, especialmente, ao caso que ditou o afastamento de Feliciano Barreiras Duarte.

"Aliás, não é sequer muito inteligente [da parte dos seus críticos" este tipo de estratégia, refere Luís Marques Mendes. "Estão a vitimizá-lo", concede. E avisa: "Deviam ultrapassar este momento rapidamente."

Admitindo que "Rui Rio teve algumas falhas", o comentador político diz que Rio está a dar "sinais" e que, esta semana, "fez uma boa escolha" ao indicar José Silvano como novo secretário-geral do seu partido. "É uma pessoa próxima dos militantes", com um perfil "próximo de Matos Rosa [secretário-geral entre 2011 e fevereiro de 2018], que deixou uma belíssima imagem".

Marques Mendes acredita que Rui Rio, depois de ter estado esta semana em Bruxelas, "defendendo as suas posições", "vai começar finalmente a fazer oposição". E aponta para a sua agenda nos próximos dias, que incluem a visita a locais afetados pelos incêndios de 2017 e visitas a instituições de saúde. E terminou dizendo quaisquer cenários de eleições antecipadas no PSD mais não são que "tonterias, tonterias, tonterias".