Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Se as oposições de Esquerda “estão contra, votam contra o Orçamento”

Os funcionários públicos poderão não ter aumentos salariais no próximo ano. Fonte do Governo refere que não há margem e antecipa um Orçamento do Estado de contenção. Um cenário criticado pelo PCP, que fala numa "resistência" do Governo a aumentos. Miguel Sousa Tavares defende que o que as "oposições de esquerda têm a fazer é simples: se estão contra, votem contra o Orçamento". O comentador SIC considera ainda que "a estratégia do PCP é chegar ás legislativas e dizer: nós quisemos isto, isto e isto e o Governo foi contra".