Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Marcelo na Grécia para apoiar gestão da crise dos refugiados

MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Marcelo Rebelo de Sousa inicia, esta segunda-feira, três dias de vista à Grécia, onde se irá encontrar com o Presidente da República, Prokopios Pavlopoulos, e o primeiro-miniistro, Alexis Tsipras. Comitiva presidencial encontra-se esta segunda-feira com a comunidade portuguesa, em Atenas, e quarta-feira com refugiados num campo em Tebas

Lusa

Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, chega hoje à tarde a Atenas para uma visita de Estado à Grécia, a convite do seu homólogo grego, Prokópis Pavlopoulos, com os refugiados e a Europa na agenda. O chefe de Estado português vai estar na Grécia até quarta-feira, acompanhado pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, e por deputados dos cinco maiores partidos com assento parlamentar.

Esta segunda-feira, o único ponto do seu programa é uma receção à comunidade portuguesa, que, segundo os registos oficiais, é composta por aproximadamente 600 pessoas, cerca de 80% das quais residem na região metropolitana de Atenas. De acordo com dados da Embaixada de Portugal na Grécia, prevalecem na comunidade emigrante portuguesa profissionais da indústria farmacêutica, da hotelaria e representantes de empresas nacionais. Um terço desta comunidade trabalha por conta própria.

Num comunicado divulgado na semana passada, a Presidência da República indicou como objetivos desta visita “reforçar os sólidos laços de amizade e cooperação” entre Portugal e a Grécia e também transmitir “um sinal político de apoio às autoridades gregas na gestão da crise migratória e de refugiados”.

Amanhã, após depositar uma coroa de flores no monumento ao soldado desconhecido, na Praça Syntagma, Marcelo Rebelo de Sousa terá encontros com o Presidente da República grega, Prokopios Pavlopoulos, com o primeiro-ministro, Alexis Tsipras, e com o presidente do parlamento, Nikos Voutsis.

À tarde, será agraciado com o título de doutor 'honoris causa' pela Universidade Nacional de Atenas, seguindo-se um jantar oficial organizado em sua honra pelo Presidente da República. Na quarta-feira, Marcelo Rebelo de Sousa irá visitar um campo de refugiados em Tebas, a uma hora de carro de Atenas, e um centro de apoio social a refugiados na capital da Grécia, onde se encontrará com voluntários portugueses.

Segundo a presidência da República, durante esta visita de Estado estarão em cima da mesa “temas relevantes para ambos os países nos contextos europeu e multilateral“. O último ponto do programa será precisamente um debate aberto sobre 'As raízes e o futuro da Europa', com a participação de Marcelo Rebelo de Sousa e Prokopios Pavlopoulos.

Além do ministro dos Negócios Estrangeiros, a comitiva desta visita de Estado incluirá os deputados Amadeu Albergaria, do PSD, Sofia Araújo, do PS, Álvaro Castelo Branco, do CDS-PP, Paulo Sá, do PCP, e José Manuel Pureza, do BE, que é vice-presidente da Assembleia da República.

O Presidente da Grécia, Prokópis Pavlopoulos, esteve em Portugal em janeiro do ano passado, numa visita de Estado de dois dias que começou em Coimbra, onde recebeu um doutoramento 'honoris causa'.