Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Assunção Cristas será primeira-ministra? “Tem naturalmente de dizer isso”, responde Rio

FERNANDO VELUDO / NFACTOS exclusivo para EXPRESSO

De visita ao congresso do CDS, Rui Rio desvalorizou as palavras de Cristas, que se anunciou como a melhor escolha para governar o país. E negou que haja uma aproximação ao PS

“Assunção Cristas tem de cumprir o seu papel, tem naturalmente de dizer isso”. Assim respondeu Rui Rio, à saída do congresso do CDS, ao discurso em que Cristas se apresentou como a melhor escolha para governar o país.

Desvalorizando as sucessivas declarações dos centristas, que este fim de semana se anunciaram como a primeira - e às vezes única - escolha à direita, Rio defendeu que Cristas apenas “fez o papel dela”. E lembrou que há 'uma diferença muito grande” entre as intenções de voto nos dois partidos.

De resto, diz Rio que PSD e CDS são, “naturalmente, adversários e concorrentes” e responde: “Serei melhor candidato a primeiro-ministro não só que Cristas mas também que António Costa”.

Quanto acordos com o CDS, logo se verá: primeiro é preciso uma 'vitória que possibilite alterar a forma como o país tem sido governado'” e depois, se necessário, “uma coligação”. Mas não há “aproximação ao PS”, garantiu Rio: “Há disposição para conversar com todos os partidos sobre reformas estruturais”, e isso é uma “convicção inabalável”.

  • As críticas e os avisos do CDS a Rui Rio

    Telmo Correia foi duro a atacar estratégia de Rio de dar a mão a Costa. Mota Soares não tem dúvidas que Cristas é melhor do que o líder do PSD. Anacoreta Correia "não gostou" de ouvir Rio após encontro com a presidente centrista no largo do Caldas. Retrato do que vai na alma do CDS