Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Rui Nunes anuncia candidatura à Distrital do PSD do Porto

Presidente da Associação de Bioética apresenta, esta quinta-feira, candidatura à Distrital do Porto. Rui Nunes, apoiante convicto de Rui Rio e militante laranja há três décadas, é o primeiro a oficializar a corrida à eleições previstas para julho, numa altura em que Bragança Fernandes, o atual líder local, ainda equaciona se irá recandidatar-se e António Tavares, provedor da Santa Casa, também pondera avançar

Isabel Paulo

Isabel Paulo

Jornalista

Rui Nunes, professor catedrático da Faculdade de Medicina do Porto e presidente da Associação Portuguesa de Bioética, vai apresentar a sua candatura à liderança da Comissão Política Distrital do PSD Porto, amanhã, no Porto. Em conferência de imprensa, Rui Nunes apresentará os princípios que norteiam a sua candidatura para este novo ciclo político, “numa altura em que são muitos os desafios que se deparam à maior estrutura distrital do partido, que sofreu um revés com os resultados das últimas eleições autárquicas”.

Ainda sem data marcada, as eleições para a Distrital do PSD/Porto deverão acontecer em junho, sendo Rui Nunes, 58 anos e 30 de militância laranja, o primeiro a oficializar a sua candidatura numas eleições que o atual líder distrital, Bragança Fernandes, ainda não decidiu se irá recandidatar-se ou não. Embora sem formalizar a corrida, António Tavares, provedor da Santa Casa da Misericórdia do Porto, também já anunciou que poderá avançar para a liderança da Distrital laranja, face ao fisco autáquico do PSD de outubro no Distrito e na Câmara do Porto, que apenas conseguiu eleger um vereador.

Apoiante convicto do líder do PSD, Rui Rio, Rui Nunes foi um dos apoiantes de primeira hora da candidatura do ex-autarca portuense à liderança do PSD, que apoiou na retaguarda a partir da plataforma «Fórum Democracia e Sociedade - Uma Agenda para Portugal», um movimento de reflexão sobre os grandes desafios da sociedade portuguesa. Foi ainda o coordenador do programa ‘Porto Cidade de Ciência’ e administrador da Fundação Ciência e Desenvolvimento (Câmara Municipal do Porto) entre 2009-2013.

Rui Nunes, conhecido como ‘o pai’ do Testamento Vital, foi o primeiro presidente da Entidade Reguladora da Saúde, instituição da qual é atualmente presidente do Conselho Consultivo. Preside à Associação Portuguesa de Bioética, é director do Departamento de Ciências Sociais e Saúde da Faculdade de Medicina do Porto, onde lecciona, e integrou o Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida (2003-2009), sendo também actualmente coordenador do Conselho Nacional para o SNS da Ordem dos Médicos.

É, também, responsável pela coordenação de uma equipa que apresentou à UNESCO uma proposta para a implementação de uma Declaração Universal de Igualdade de Género, que está neste momento a ser apreciada.