Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

PS questiona RTP e Governo sobre voluntários no Festival da Canção

Em causa estão as características do voluntariado e o número de voluntários que, segundo o deputado socialista Tiago Barbosa Ribeiro, remete "para necessidades laborais essenciais à realização do evento"; motivos pelos quais o PS considera dever ser uma actividade remunerada

O deputado Tiago Barbosa Ribeiro, do Partido Socialista, tem "sérias dúvidas" quanto ao "programa de designado voluntariado" posto em prática pela RTP para a organização do próximo Festival Europeu da Canção, cuja fase final acontece no nosso país entre 8 e 12 de maio.

"Pelas características que foram apresentadas e pelo número de voluntários requeridos (300), este programa remete na verdade para necessidades laborais essenciais à realização do evento", afirma Tiago Barbosa Ribeiro, em requerimento apresentado no Parlamento, acrescentando que o programa "parece pretender preencher vagas temporárias de trabalho à margem da legislação laboral vigente em Portugal".

O deputado considera a situação "inaceitável", sublinhando as "redobradas responsabilidades sociais" associadas à RTP enquanto estação pública, questionando mesmo a estação sobre a legitimidade de requerer trabalhadores por turnos sem lhes atribuir qualquer remuneração.

A diretora de Marketing e Comunicação da RTP, Marina Silva, esclarecia na última semana, que o voluntariado faz parte do modelo do Festival da Canção, e que este modelo se repete anualmente. A RTP e o Governo ainda não reagiram às questões do PS.