Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

“É ridículo achar que um ministro se vende por dois bilhetes para ir ao futebol”

Miguel Sousa Tavares diz que cabe às autarquias verificar a isenção de IMI e não ao Ministério das Finanças. “Estamos perante uma polémica que não tem razão de ser”, diz, referindo-se ao “caso” Mário Centeno