Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Rui Rio: "Não convém ao PS que eu ganhe"

Depois de votar, Rio diz que o partido está mais revitalizado: "Não se abriram feridas"

Luísa Meireles

Luísa Meireles

Redatora Principal

O antigo presidente da Câmara do Porto e candidato a presidente do PSD afirmou este sábado que "está confiante" e que o partido "está em melhores condições do que há dois ou três meses para se relançar".

"A disputa ajudou a revitalizar o partido", acrescentou Rui Rio, que votou às 16h30 na sede do PSD no Porto. Acrescentou que ela não trouxe quaisquer problemas com o seu adversário: "não se abriram feridas".

Segundo Rio, as eleições diretas são mais positivas e, embora deem mais trabalho, dão vida ao partido. Alertou, no entanto, para o facto de a nova liderança só assumir oficialmente dentro de um mês, no congresso de fevereiro. Até lá, manter-se-ão os atuais órgãos, disse.

Reconhecendo a dificuldade das eleições, o candidato manifestou-se confiante na vitória e disse que o partido poderá sempre contar com ele, Naturalmente não em 'full time', se não ganhar.

No entanto - afirmou - "se o PS quiser vencer as próximas eleições, não lhe convém que eu ganhe". E acrescentou: "tenho ganho todas as eleições a que me candidatei desde os tempos da faculdade, mas quem o vai dizer agora são os militantes"