Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Pedrógão: CDS quer parecer célere da Comissão de Proteção de Dados

lusa

É com “estranheza e preocupação” que o CDS vê a demora na divulgação do parecer da Comissão Nacional de Proteção de Dados sobre o capítulo VI do relatório de Xavier Viegas sobre Pedrógão. A tomada de posição do dirigente centrista Nuno Magalhães surge na sequência de um artigo publicado na edição do Expresso deste sábado

O CDS reagiu ao teor do artigo publicado na edição deste sábado do Expresso, através do deputado Nuno Magalhães: “Lanço um apelo à CNDP para emitir depressa o parecer” sobre o relatório de Xavier Viegas

A edição do Expresso deste sábado, diz que “o novo titular da pasta, Eduardo Cabrita, optou por pedir um parecer à Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD), adiando novamente o compromisso assumido pelo Executivo junto da Associação de Vítimas do Incêndio de Pedrógão Grande de revelar, na íntegra, os dois relatórios sobre a tragédia, o da Comissão Técnica Independente e a análise de Xavier Viegas”.

Nuno Magalhães diz que ocultação de capítulo é “demasiado grave

“A ser verdade a existência de um capítulo oculto, que dá detalhes sobre a fita do tempo”, “é demasiado grave para que haja ocultações”, diz Nuno Magalhães ao Expresso.

Este trabalho de Xavier Viegas mostra como morreram as vítimas de 17 de junho com base em relatos, fotos e mapas.

Magalhães lembra que a Assembleia da República “tem mecanismos para manter a reserva de nomes” das vítimas e, por isso, deve conhecer o relatório.

A CNPD vai emitir um parecer sobre o capítulo sexto do relatório elaborado por Xavier Viegas na próxima terça-feira. O Expresso sabe que a comissão colocará restrições à divulgação na íntegra do documento