Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

PCP chama Centeno ao Parlamento

Marcos Borga

Comunistas querem esclarecimentos sobre a venda do Novo Banco e garantias de que não haverá comprometimento de dinheiros públicos. Não desistem da hipótese de reverter o banco para o Estado

Miguel Tiago e Paulo Sá, deputados comunistas da comissão parlamentar das Finanças são os subscritores do requerimento que chama, novamente, Mário Centeno à AR.

Os comunistas reafirmam a sua posição de defesa da nacionalização do Novo Banco "como a opção política que mais defende o interesse nacional". Mas, "independentemente desta posição do PCP", não deixam de pedir contas ao responsável das Finanças pelo processo de venda em curso. Em causa, agora está o anúncio da disponibilização de meios financeiros ao Fundo de Resolução para fazer face às necessidades do balanço do banco decorrentes do acordo de venda à Lone Star.

"O grupo parlamentar do PCP opõe-se a qualquer novo comprometimento de recursos públicos ou a qualquer desvio de recursos para pagar o enriquecimento de especuladores e agiotas", dizem. O recado fica dado.