Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Costa e o PSD: “Parece que vão mudar de líder partidário, mas não muda o pensamento”

Marcos Borga

Primeiro-ministro aproveita debate quinzenal para lamentar que discurso do PSD mostre que o principal partido da oposição continue "preso no passado"

Como era inevitável, o resultado das eleições autárquicas do último domingo fez algumas aparições ao longo do primeiro debate quinzenal da nova sessão legislativa e serviu de mote para novas críticas do PS e do Governo ao PSD. "Já mudaram de líder parlamentar, parece que agora estão para mudar de líder partidário, mas o que não muda é o seu pensamento, o seu discurso, e continuam lá, presos no passado", concluiu o Primeiro Ministro, na sequência de uma intervenção do líder parlamentar da bancada socialista, Carlos César.

Depois de sublinhar a "vitória impressionante" do PS nas autárquicas, que "sozinho teve mais votos do que toda a direita", César constatou que "o PSD teve o seu pior resultado de sempre". "E a intervenção do líder parlamentar do PSD [Hugo Soares] ainda hoje explica muitas das razoes que deram lugar a esse resultado do PSD", argumentou o líder parlamentar socialista.

"O PSD acha que deve fazer a mesma coisa esperando resultados diferentes", prosseguiu Carlos César, concluindo que a "leitura nacional" aos resultados das autárquicas "só pode ser a derrota da direita passadista".

  • Tancos? “Governo não faz investigação criminal”, diz Costa

    Na estreia de Hugo Soares como líder da bancada parlamentar do PSD num debate quinzenal, o roubo de Tancos foi o prato principal. Roubo, ou furto? O primeiro ministro fugiu à resposta. "Como jurista" diz que "a qualificação jurídica" do que se passou no paiol é matéria das autoridades criminais. Logo, não responde