Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Relvas e o arquivamento do caso Tecnoforma: “Quem me atacou devia agora vir pedir desculpa”

Luís Barra

O antigo ministro de Passos Coelho reage à notícia do arquivamento do caso Tecnoforma, que o envolvia a ele e ao antigo primeiro-ministro: “Não podia ser outra a conclusão”, disse ao Expresso

Cristina Figueiredo

Cristina Figueiredo

Jornalista da secção Política

O Ministério Público arquivou o processo envolvendo Pedro Passos Coelho e Miguel Relvas, por suspeitas de corrupção, abuso de poder, participação económica e prevaricação através da empresa Tecnoforma, noticiou o jornal online Observador. A investigação, iniciada há cinco anos, foi encerrada e arquivada num despacho com data de 4 de setembro.

Em declarações ao Expresso, o antigo braço-direito de Passos, mostrou-se satisfeito com o desfecho do processo: “Não me surpreende esta conclusão, tão clara e objetiva. Não podia ser outra”. “Muitos daqueles que, na altura, me acusaram e maltrataram com violência, particularmente Helena Roseta, com funções públicas, deveriam agora vir pedir desculpa”, disse ainda.

Contactado pelo Expresso, o gabinete de Pedro Passos Coelho não quis fazer comentários à decisão de arquivamento.