Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Os quatro pês: Passos e PSD regressam ao Pontal. A Política está de volta

AO ATAQUE. Passos Coelho no discurso da festa do Pontal, este domingo

LUÍS FORRA/LUSA

O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, regressa hoje pela oitava vez à Festa do Pontal, a primeira iniciativa da 'rentrée' do PSD, que volta a reunir os sociais-democratas no calçadão de Quarteira, no Algarve.

Lusa

O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, regressa hoje pela oitava vez à Festa do Pontal, a primeira iniciativa da 'rentrée' do PSD, que volta a reunir os sociais-democratas no calçadão de Quarteira, no Algarve.


A menos de dois meses das eleições autárquicas, nas quais os sociais-democratas têm como objetivo ganhar as eleições e conquistar o maior número de câmaras e juntas de freguesia, o partido arranca para as últimas semanas de pré-campanha em 'território' socialista.


Nas autárquicas de 2013, o PSD conquistou apenas cinco dos 16 municípios algarvios, com o PS a vencer em dez concelhos e a CDU na autarquia de Silves.


Passos Coelho já disse que o partido precisa de "pôr todas as forças no terreno" para enfrentar as eleições de 01 de outubro e recomendou aos candidatos sociais-democratas para fazerem uma campanha com sobriedade nas promessas, porque há "políticos que gostam de vender demasiada ilusão".


"Isto não é um concurso de estrelas, nem uma feira de gado", advertiu em maio Passos Coelho, que também já assegurou que não se demitirá se o partido tiver um mau resultado nas autárquicas.


"Eu nunca me demitiria de líder do PSD por um mau resultado autárquico", assegurou o líder do PSD em abril, sublinhando que nunca lançaria instabilidade dentro do partido "a propósito de eleições que têm significado local e não nacional".