Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Marques Mendes: “Economia vai ter um crescimento histórico acima de 3% no 2.º trimestre”

O comentador da SIC, e ex-líder do PSD, afirma que o Instituto Nacional de Estatística deverá divulgar esta segunda-feira dados que apontam para um crescimento da economia portuguesa “ligeiramente acima de 3% entre abril e maio deste ano”. A confirmar-se, será o melhor resultado trimestral deste século

“Será um dia histórico para Portugal, com excelentes notícias do ponto de vista económico”, começou por dizer Marques Mendes. O ex-líder do PSD garantiu, no habitual espaço de comentário no Jornal da Noite de domingo, na SIC, que os dados do INE - que deverão ser tornados publicos esta segunda-feira, apontam para um crescimento económico superior ao do primeiro trimestre. “A economia cresceu mais no segundo trimestre que no primeiro, ou seja, mais do que 2,8 %. Terá crescido ligeiramente acima de 3%.”

“A confirmar-se é um resultado histórico. Desde o ano 2000 que Portugal não cresce 3% ou mais”, acrescentou ainda Marques Mendes. O comentador considera que o resultado é uma prova de que o Governo conseguiu incutir um ambiente de paz social e confiança no país, com o crescimento económico a ser suportado por factores “saudáveis”, como as exportações.

Ainda assim, Marques Mendes salienta que existem também vários aspectos negativos na atual conjuntura. Por um lado “há neste momento excesso de crédito ao consumo e imobiliário. Se não for com conta, peso e medida vamos repetimos os erros do passado”, avisou. Já no sentido contrário “há pouco crédito bancário para as empresas”. Marques Mendes salienta ainda como pontos negativos o facto da poupança estar em níveis historicamente muito baixos, o mesmo se passando com o investimento público, “que está mais baixo do que imaginávamos”.

“Se falhou tudo em Pedrogão Grande, porque é que ainda ninguém foi demitido ou assumiu a culpa”

No habitual espaço de comentário na SIC, Marques Mendes falou ainda do problema dos incêndios em Portugal, e em especial das primeiras conclusões sobre o que se passou no incêndio de Pedrogão Grande.

“Se de acordo com a ministra da Administração Interna falhou tudo no Pedrogão, como é que não há ninguém que tenha sido demitido, afastado? A culpa morre solteira?”

Mas o ex-líder social democrata vai ainda mais longe, exigindo que a própria ministra Constança Urbano de Sousa assuma responsabilidades. “Todos os serviços que falharam dependem da ministra. Quem é que nomeia esses responsáveis? Ora, se a ministra é responsável por esses serviços que falharam, então ela não tira consequências, não tem responsabilidade, não assume culpa? Temos responsabilidades, mas não responsáveis? Temos culpas, mas não temos culpados? Isto só acontece em Portugal.”

“Processo judicial veio beneficiar Isaltino. Fez dele uma vítima”

No que toca às eleições autárquicas, Marques Mendes entende que Isaltino Morais vai sair beneficiado o processo judicial que, para já, o impede de concorrer a Oeiras.

Em primeiro lugar “Este juiz tem uma relação pessoal e política no passado muito forte com Paulo Vistas (adversário de Isaltino Morais). Devia ter pedido escusa de intervir nest processo. Quando há suspeição de um possível conflito de interesses, é isso que deve acontecer”. No entanto, Marques Mendes considera que o processo irá sempre beneficiar Isaltino Morais. “Sem o querer, este juiz veio beneficiar politicamente Isaltino. Vem fazer dele uma vítima. E ser-se vítima, ser coitadinho, normalmente dá resultado. Se ganhar este processo a campanha eleitoral vai ser um sucesso, e a sua eleição uma coroação. Se perder fica também uma vítima, porque aos olhos de muitos foi afastado por um golpe de secretaria.”