Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Caso André Ventura: candidato defende-se

Candidato PSD/CDS à Câmara de Loures garantiu, em comunicado citado pela Sábado, que “nunca teve intenção de estimular ou aprofundar sentimentos de carácter racista ou xenófobo”

André Ventura, candidato do PSD e do CDS à Câmara Municipal de Loures, garante que nunca quis atacar a etnia cigana. Face à polémica desencadeada por uma sua entrevista ao jornal i - onde se insurge contra as pessoas que "vivem quase exclusivamente de subsídios do Estado" e que acham "que estão acima das regras do Estado de direito", assumindo que tal acontece particularmente com a etnia cigana -, André Ventura entendeu enviar um comunicado à revista Sábado.

No texto, o candidato reafirma: "Nada me move contra a comunidade cigana, como aliás afirmo na entrevista. De resto, ao longo da minha vida sempre convivi bem com pessoas de várias raças e etnias e diferentes credos", diz. "Quando digo que somos tolerantes com algumas minorias, refiro-me a certos casos em que manifestamente a lei não é cumprida. A verdadeira discriminação é permitir que alguns não cumpram a lei, em detrimento daqueles que vivem com as regras do Estado de Direito", acrescenta. "Boa parte das pessoas que fica muito incomodada quando são denunciadas estas situações nunca se deslocou a algumas dessas zonas e não tem ideia do ‘barril de pólvora’ que lá se vive diariamente", cponclui.

Pedro Pinto, líder da distrital de Lisboa do PSD, também em declarações à Sábado, procura tirar gás à controvérsia: "O PSD não é um partido em que exista algum tipo de discriminação racial ou de que tipo for". Já o seu homólogo do CDS-PP afirmara aguardar que “possam ser cabalmente esclarecidas” as declarações do candidato; "O CDS é leal às coligações em que está envolvido e, nesta fase, será no interior da coligação que o CDS vai pronunciar-se sobre este assunto”, disse João Gonçalves Pereira.

Na quinta-feira, André Ventura já tinha falado sobre uma alegada "excessiva tolerância com alguns grupos e minorias étnicas", numa entrevista ao portal Notícias ao Minuto, o que motivou uma queixa à Comissão para a Igualdade e Contra a Discriminação Racial contra o candidato do PSD/CDS-PP/PPM, por parte do candidato do BE, Fabian Figueiredo.

A Câmara Municipal de Loures é presidida desde 2013 pelo comunista Bernardino Soares, que se recandidata ao cargo.

  • André Ventura: “Nunca foi minha intenção fazer um ataque direto a qualquer etnia” 

    Candidato do PSD e do CDS à Câmara de Loures está a causar embaraço aos partidos que o apoiam, depois das polémicas declarações numa entrevista ao jornal i. André Ventura criticou a impunidade da comunidade cigana, que acusa de viver à custa do Estado e de criar zonas onde são eles que mandam e a polícia não entra. O PS já veio exigir a Pedro Passos Coelho que retire a confiança política no candidato