Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Marcelo Rebelo de Sousa convoca chefes militares

PAULO NOVAIS

Presidente da República está a jantar com os quatro chefes militares. Marcelo tenta acalmar as tropas

Helena Pereira

Helena Pereira

Editora de Política

O Presidente da República está a jantar com o chefe de Estado-Maior General das Forças Armadas e os chefes dos três ramos, Exército, Força Aérea e Marinha, apurou o Expresso.

Marcelo Rebelo de Sousa toma o pulso às tropas e tenta serenar os ânimos, na sequência da turbulência provocada no Exército pelo roubo de material militar em Tancos.

O Presidente da República defende que não faz sentido pensar em demissões enquanto decorrerem investigações ao que se passou. Mas a pressão para que o Chefe do Estado Maior do Exército saia está em crescendo no ramo.

Os militares não perdoam a Rovisco Duarte ter suspendido de funções cinco chefes militares na sequência do assalto em Tancos e a decisão do CEME levou mesmo dois generais a baterem com a porta.

No domingo, Marques Mendes defendeu na SIC que o CEME deve sair. Mas, na opinião do comentador, a defesa acérrima do ministro da Defesa feita por Rovisco Duarte no Parlamento, onde ilibou totalmente o poder político de quaisquer responsabilidades e disse que todas as culpas são das chefias militares, significa que ele sabe que o Governo o segura.

Sem proposta do Governo, Marcelo Rebelo de Sousa tenta, para já, acalmar as tropas.