Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Incêndios. Ministra anuncia reforço de 750 operacionais para zonas mais críticas

nuno botelho

Ministra da Administração Interna afirma que esses operacionais “reforçarão os combatentes que são localmente competentes”

A ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, anunciou esta quinta-feira na Assembleia da República um reforço de 750 operacionais para as zonas "mais críticas de suscetibilidade" de incêndio.

"Quanto àquilo que é imediato, já reforçámos os grupos de reforço em cerca de 750 operacionais, que estão preposicionados nas áreas mais críticas", afirmou a ministra da Administração Interna num debate no Parlamento, sobre "A segurança, a proteção e a assistência das pessoas no decurso do trágico incêndio de Pedrógão Grande", agendado pelo PSD.

Constança Urbano de Sousa referiu que esse reforço incide sobre "áreas que são identificadas como mais críticas de suscetibilidade de ocorrência" de incêndio e que esses operacionais "reforçarão os combatentes que são localmente competentes".

A ministra respondia a deputados do BE, PCP e PEV, que a questionaram sobre medidas imediatas a tomar pelo Governo no combate aos incêndios e socorro às populações, para que tragédias como a de Pedrogão Grande, na qual morreram 64 pessoas, não se repitam.

Sobre o sistema de comunicações SIRESP, acerca do qual foi também questionada, disse que neste momento estão operacionais as duas torres móveis e que foi feita a "adjudicação direta para dotar as duas antenas móveis, que tinham sido adquiridas mas que não estavam dotadas de um sistema de informação satélite, com esse sistema".

"A informação que tenho é que dentro de 15 dias já vão estar dotadas desse sistema e vamos preposicioná-las em todo o território nacional, para cobrir as várias áreas, para que o período de deslocação seja encurtado, caso seja necessário ativar essa redundância", declarou.