Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

CDS exige saber já: exame de português vai ser anulado ou não?

Luís Barra

A deputada do CDS Ana Rita Bessa dá voz aos centristas que não compreendem porque é que, uma semana depois da fuga de informação sobre o exame, o ministério da Educação ainda não decidiu se valida ou não a prova

Cristina Figueiredo

Cristina Figueiredo

Jornalista da secção Política

A deputada do CDS, Ana Rita Bessa, enviou hoje uma requerimento ao ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, exigindo-lhe que tome uma decisão quanto à validade do exame nacional de Português. “Independentemente das investigações em curso”, a parlamentar centrista quer saber “o que é que, uma semana depois, ainda impede o ministério da Educação de tomar, com a urgência necessária, uma decisão quanto à anulação, ou não, da prova?”. E pergunta ainda: “Para quando essa decisão?”, e “Quais as entidades que têm acesso prévio às provas?”.

Há uma semana o Expresso noticiou uma fuga de informação sobre o conteúdo do exame nacional de Português através de redes sociais, sob a forma de “áudio-cábula”. Na sexta-feira foi anunciada a abertura de vários inquéritos ao sucedido. O CDS considera que “a fuga de informação, e a eventual decisão quanto à validade da prova, podem atrasar o processo de candidaturas dos estudantes às universidades e mudar os planos das famílias dos 74.067 alunos” que foram a exame. E pede ao ministro que decida rápido.