Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Comemorações de 10 de junho vão durar três dias

Dois dias depois do regresso dos Açores, Marcelo Rebelo de Sousa sobe ao Porto, esta quinta-feira, para jantar com os industriais do setor metalúrgico. Celebrações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas vão prolongar-se três dias dias, um e meio no Porto, seguindo ao início da tarde de 10 de junho para o Brasil

Isabel Paulo

Isabel Paulo

Jornalista

O mais itinerante dos Presidentes da República portuguesa está de volta ao Porto, a cidade escolhida para as comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades. As celebrações da data que assinala a morte do autor da maior epopeia da nação, 'Os Lusíadas', terão início amanhã com o içar da bandeira nacional, na Avenida dos Aliados, junto à estátua de Almeida Garrett, romancista-símbolo do Porto liberal, em frente à Câmara do Porto.

Mas antes das comemorações do Dia de Portugal, Marcelo marca já presença esta quinta-feira, pelas 19h30, no jantar de gala dos 60 anos da AIMMAP (associação dos Industriais Metalúrgicos, Metalomecânicos e Afins de Portugal), no Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões, onde discursará pelas 23h.

Amanhã, a seguir ao içar da bandeira, às 10h30, o Presidente da República será recebido pelo anfitrião Rui Moreira, pelo ministro da Defesa, Azeredo Lopes, pelo presidente da Comissão Organizadora das festividades, Sobrinho Simões, pelo chefe do Estado-Maior das Forças Armadas, general Artur Pina Monteiro e outras quatro individualidade. Seguem-se as honras militares pela Guarda de Honra, composta por cadetes da Academia da Força Aérea, sendo o hino nacional executado pela Banda da Força Aérea.

Pelas 13h, o almoço terá por palco o Palácio da Bolsa, duas horas antes de Marcelo Rebelo de Sousa inaugurar a exposição que assinala os 500 anos do Foral Manuelino - “O foral do Porto”. 1517-2017. Marca de um rei, imagem de uma cidade” -, na Casa do Infante. Pelas 16 h, o presidente da República visitará a Associação "Somos Nós", uma IPSS criada há 11 anos por pais e amigos de jovens adultos portadores de deficiência mental e que visa a proporcionar alternativas profissionais no final do período escolar. Marcelo acompanhará uma aula de culinária, de teatro e outra de 'treino do euro'.

Ao fim da tarde. às 19h30, no Paço Episcopal, na Sé do Porto, o Corpo Diplomático acreditado em Portugal apresentará cumprimentos ao Presidente da República, cerimónia a que assistirá também o Primeiro Ministro. António Costa e Rui Moreira marcarão presença ainda no concerto de órgão comemorativo do Dia de Porto, antes do jantar volante, festim que culminará com fogo-de-artifício sobre Rio Douro, no Terreiro da Sé.

O dia 10 de junho, sábado, arranca às 10h, com uma cerimónia militar comemorativa do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, que tem lugar na Avenida de Montevideu e na Avenida do Brasil, na Foz. Após as honras militares e revista às Forças em Parada, haverá um cerimónia de homenagem aos Mortos em Combate (minuto de silêncio), prece pelo capelão da Força Aérea, sobrevoo de aeronaves F-16, antes da intervenção do Presidente da República, prevista para as 10h35.

A cerimónia inclui ainda imposições de condecorações a militares agraciados por serviços relevantes no cumprimento de missões nacionais e internacionais, encerrando-se as celebrações de 10 de junho, na Invicta, pelo meio-dia, com desfile das Forças em Parada, celebrações que contarão também com a presença do Primeiro Ministro.

Pelas 13h, o Presidente partirá para a Brasil, acompanhado de António Costa, onde haverá uma receção com a comunidade portuguesa em São Paulo. Domingo, dia 11, partirão ambos para o Rio de Janeiro, onde irão almoçar a bordo do navio-escola Sagres. Visitarão ainda o Real gabinete Português de Leitura, a que se segue uma receção no Palácio de São Clemente, com a comunidade portuguesa do Rio.

No mesmo dia, Marcelo regressará a Lisboa, enquanto António Costa partirá para Buenos Aires, já à margem das comemorações de 10 de junho, onde no dia seguinte encerrará o Encontro Empresarial promovido pela AICEP e Ministério das Relações Exteriores da Argentina, no Palácio San Martin. Nos próximos dias 14 e 15, o primeiro-ministro fará ainda uma visita oficial ao Chile, programa que integra um encontro a sós com a presidente chilena Michelle Bachelt, bem como a participação no Seminário Empresarial promovido pela AICEP e InvestChile.

Para o ano, o Dia de Portugal será festejado nos EUA, junto da comunidade açoriana, promessa de Marcelo na visita a sete das nove ilhas do arquipélago.