Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Costa lamenta “polémica anacrónica”

Após a entrevista à SIC, o primeiro-ministro lamentou a polémica em torno da escolha do secretário-geral do Sistema de Informações da República Portuguesa

António Costa considerou a polémica em torno da escolha de José Júlio Pereira Gomes como secretário-geral do Sistema de Informações da República Portuguesa (SIRP) como “anacrónica”. Esta quarta-feira, o embaixador recusou o convite do primeiro-ministro justificando que importa “salvaguardar a dignidade do cargo de toda e qualquer polémica”.

“Respeito a justificação que invoca no contexto de que se abriu uma polémica anacrónica”, disse o António Costa, que garantiu não ter conhecimento “desta polémica” quando fez o convite ao embaixador. “Acho que o país perdeu uma oportunidade de ter um excelente secretário-geral do Sistema de Informações da República Portuguesa”, acrescentou.

Após ter sido tornado público o convite de António Costa a Pereira Gomes, a eurodeputada socialista Ana Gomes levantou algumas questões e disse ter ficado surpreendida com a escolha. Em entrevista ao “Diário de Notícias”, a ex-diplomata e agora eurodeputada, acusou Pereira Gomes de ter pressionado o Governo português para sair mais cedo de Timor-Leste em 1999, após o referendo que levou à independência do país, onde era chefe de missão portuguesa de observação, numa altura em que se registava o aumento da violência por parte de milícias pró-indonésia.

À semelhança do que já tinha referido num comunicado durante a tarde desta quarta-feira, António Costa voltou a insistir que “não houve qualquer desobediência por parte do embaixador”, reiterando a confiança em Pereira Gomes.