Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Eleição de vereadores é objetivo do Bloco de Esquerda no Porto

O candidato do partido à autarquia do norte, João Teixeira Lopes, considera que esse será um bom resultado. Vereadores aceitarão pelouros, mas recusarão qualquer acordo com outras forças políticas, afirma

O candidato do BE à Câmara do Porto, João Teixeira Lopes, afirmou esta terça-feira que um bom resultado para o partido nas autárquicas de outubro será eleger vereadores, que aceitarão pelouros, mas recusarão qualquer acordo com outras forças políticas.

"Nós concorremos para ganhar a Câmara do Porto, não podia ser de outra forma. Consideramos um bom resultado eleger vereadores do BE, que não farão qualquer tipo de aliança política com outras forças, mas aceitam pelouros", disse João Teixeira Lopes esta manhã, em conferência de imprensa, na qual João Semedo renunciou à sua candidatura à liderança da autarquia por razões de saúde.

Teixeira Lopes, que foi o candidato do BE à Câmara do Porto nas autárquicas de 2001, 2005 e 2009, afirmou que vai continuar o projeto do partido desenvolvido no âmbito desta campanha eleitoral no Porto, destacando ser "fundamental" saber que pode contar, dentro das suas possibilidades, com João Semedo, designadamente "com as suas ideias, com a sua inteligência e com o seu sentido critico".

Para o candidato, "chegou a altura de falar das pessoas", colocá-las em primeiro lugar e "continuar com redobrado entusiasmo esta campanha pela cidade solidária, pela cidade participativa, pela cidade que, recebendo bem os turistas, não pode ser tomada de assalto pelos turistas, nem pode expulsar pessoas".

"Queremos, isso sim, pessoas cá dentro, pessoas apoiadas, pessoas felizes a viver nesta cidade", sustentou.

Teixeira Lopes disse também que o BE recusa "entrar naquilo que, infelizmente, tem caracterizado tanto esta campanha, que é a jogatina, o segredo de bastidores, os golpes palacianos, aqueles que saem querendo ficar e já pensando em voltar".

O candidato afirmou ainda que "chegou a altura de exigir transparência também nos processos camarários, em particular naqueles que têm por trás interesses próprios e potenciais conflitos de interesses".

De acordo com informação disponibilizada na página da internet do Bloco, João Teixeira Lopes, de 47 anos, é professor catedrático na Faculdade de Letras da Universidade do Porto e Presidente da Associação Portuguesa de Sociologia.

Diretor da Revista Sociologia entre 2009 e fevereiro de 2013, tem 23 livros publicados (sozinho ou em coautoria) nos domínios da sociologia da cultura, cidade, juventude e educação, bem como museologia e estudos territoriais.

Teixeira Lopes foi ainda deputado à Assembleia da República entre 2002 e 2006, eleito pelo círculo do Porto.