Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Pedro Pinto confirma que é candidato à liderança do PSD/Lisboa

O ex-vice-presidente do PSD considera que se vier a aparecer um outro candidato, seria bom “para a riqueza democrática” do partido

O ex-vice-presidente do PSD Pedro Pinto confirmou esta terça-feira que é candidato à liderança da distrital de Lisboa do partido, cujas eleições se vão disputar a 1 de julho.

Em declarações aos jornalistas, à margem das jornadas parlamentares do PSD, que decorrem até quarta-feira em Albufeira (Faro), Pedro Pinto explicou que na segunda-feira à noite teve uma reunião com "um conjunto de pessoas que representam todas as secções da Área Metropolitana de Lisboa, da JSD e dos TSD".

"Recebi da parte deles um conjunto de apoios para que me candidatasse. Estava a pensar no assunto e, desde ontem à noite decidi que estão reunidas as condições, sou candidato", afirmou.

Sobre a possibilidade de vir a aparecer um outro candidato, Pedro Pinto disse que tal seria bom "para a riqueza democrática" do PSD.

"É um distrito com muitos milhares de militantes, com muitas vontades. Para a riqueza democrática do PSD, seria bom que houvesse pontos de vista postos em confronto, agora sim na eleição da distrital e não, como tantas vezes, na comunicação social", afirmou.

Pedro Pinto desvalorizou que estas eleições distritais se realizem a 1 de julho e não após as eleições autárquicas, conforme tinha sido orientação da direção.

"Os órgãos têm dois anos de duração, quando o presidente do próprio órgão resolve dizer que quer ter eleições, deve haver eleições", defendeu, explicando que as eleições não se realizarão em meados de julho por ser já uma altura de férias para muitos militantes.

A distrital e a concelhia de Lisboa do PSD têm estado envolvidas em polémicas internas, sobretudo por discordâncias entre as estruturas no processo de escolha da candidata à Câmara Municipal de Lisboa, Teresa Leal Coelho.