Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Marcelo e os elogios de Schäuble a Centeno: “Por uma vez, não pensou mal”

aNTÓNIO COTRIM / LUSA

Presidente da República concorda: a saída do país dos défices excessivos “é comparável ao mérito de Ronaldo”. Marcelo respondeu ao ministro alemão, que disse que Centeno é “o Ronaldo do Ecofin”: “Por uma vez, não pensou mal”

"Quem quer que disse isso, por uma vez não pensou mal." Foi nestes termos que Marcelo Rebelo de Sousa comentou a comparação feita pelo ministro das Finanças alemão entre Mário Centeno e Cristiano Ronaldo. Marcelo concorda: "O resultado [da saída do país dos défices excessivos] é comparável ao mérito de Ronaldo, sim".

O Presidente da República comentou no Luxemburgo, onde se encontra em visita oficial, as palavras de Wolfgang Schäuble. Numa conferência de imprensa após o almoço com o primeiro-ministro luxemburguês, Marcelo disse "já ter tido ocasião de felicitar todos os portugueses pela saída do Procedimento por Défice Excessivo, pela consistência, pelo trabalho". Mas concordou que o ministro das Finanças pode e deve erguer a taça.

Confrontado com a possibilidade de Mário Centeno vir a substituir o atual presidente do Eurogrupo, o primeiro-ministro do Luxemburgo disse que esse é um assunto "que não se coloca por enquanto". Xavier Bettel escusou-se a responder se estaria disponível para apoiar o nome de Centeno para o lugar.

Por cá, o líder parlamentar socialista Carlos César desvalorizou as palavras de Schäuble – que segundo a newsletter do jornal "Politico" ter-se-á referido ao ministro das Finanças português como "o Ronaldo do Ecofin". "Como sou precaucionário, prefiro reter as últimas observações do senhor ministro das Finanças alemão, desconsiderando o Estado português", afirmou.