Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Amigo de Sócrates criou fundação na Suiça para gerir contas bancárias

Sócrates continua a negar todas as suspeitas e mantém estar a ser vítima de uma perseguição “mesquinha” do Ministério Público

nuno botelho

Bens da fundação Belino poderiam reverter no futuro para a família do ex-primeiro-ministro

Helena Pereira

Helena Pereira

Editora de Política

Carlos Santos Silva e José Paulo Pinto de Sousa, amigo e primo de José Sócrates, criaram em 2006 uma fundação na Suiça, Belino Foundation, cujos bens poderiam reverter para a família do ex-primeiro-ministro, noticia hoje o semanário Sol.

O jornal chama-lhe "A prova que faltava" para o processo Operação Marquês, uma vez que o Ministério Público suspeita que esta fundação serviria para ocultar ‘luvas’ que o ex-primeiro-ministro receberia.

O esquema, descrito como "complexo", permitia a esta fundação deter várias contas abertas no banco suíço UBS presumivelmente a mando de Sócrates.