Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Primeiro de dois dias de greve nacional dos médicos

Os médicos cumprem hoje o primeiro de dois dias de uma greve nacional. Os sindicatos dos médicos exigem medidas ao Governo em matérias como a redução dos utentes por médico de família e diminuição de horas em urgência. As consultas e cirurgias programadas devem ser as mais afetadas. Os profissionais vão cumprir os serviços mínimos, que contemplam as urgências, quimioterapia e radioterapia ou transplantes. A paralisação foi convocada pelos sindicatos dos médicos, e é a primeira que enfrenta o ministro Adalberto Campos Fernandes. No Porto, o repórter Miguel Mota fez um ponto de situação a partir do Hospital de S. João.