Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Quer comemorar o 1.º de Maio? Veja onde pode fazê-lo

António Pedro Ferreira

Quem quiser comemorar o Dia do Trabalhador ou revindicar mudanças laborais tem de saber onde ir esta segunda-feira. A CGTP estará em 40 localidades e a UGT concentra-se em Viana do Castelo

A CGTP comemora na segunda-feira o Dia do Trabalhador com iniciativas festivas e de protesto em 40 localidades, em defesa da "Valorização do Trabalho e dos Trabalhadores", enquanto a UGT escolheu Viana do Castelo para assinalar a data.

Em todas as capitais de distrito e muitas outras localidades do continente e das ilhas vão realizar-se manifestações, concentrações, convívios e iniciativas culturais, desportivas e lúdicas que evocam os 131 anos dos acontecimentos de Chicago, que levaram à criação do Dia do Trabalhador. Naquela data foi realizada uma jornada de luta pela redução da jornada de trabalho para as oito horas, que foi reprimida com violência pelas autoridades dos Estados Unidos, que causaram a morte a dezenas de trabalhadores e condenaram à forca quatro dirigentes sindicais.

Para a CGTP, esta é também uma data que homenageia os portugueses que, durante a ditadura, lutaram pela liberdade e por melhores condições de vida e de trabalho, por emprego com direitos, salários e horários dignos.Assim, neste 1.º de Maio, a Intersindical salienta que a luta dos trabalhadores contribuiu para derrotar e afastar o Governo do PSD/CDS e para conseguir o aumento do salário mínimo nacional, a recuperação dos quatro feriados, a reposição dos salários e das 35 horas na Administração Pública. E, por isso, defende que "é preciso intensificar a luta em cada local de trabalho, empresa e sector, desenvolver a ação reivindicativa, na defesa dos interesses da classe dos trabalhadores".

O secretário-geral da CGTP tem exortado os portugueses a participarem no 1.º de Maio como se tratasse de uma jornada de luta, que se estende a todo o país. Mas, como é tradição, o ponto alto das iniciativas serão as tradicionais manifestações de Lisboa e do Porto. em Lisboa, as comemorações começam de manhã, com a Corrida Internacional do 1º de Maio, com partida e chegada no Estádio 1.º de Maio. Para a tarde está marcado o desfile entre o Martim Moniz e a Alameda D. Afonso Henriques, onde decorrerá o comício sindical que terá como orador principal Arménio Carlos.

No Porto, durante a tarde, haverá um desfile pelas ruas da baixa, que terminará na Avenida dos Aliados com um comício sindical.

UGT ruma ao norte

Este ano, a UGT optou por comemorar o 1.º de Maio em Viana do Castelo, sob o lema "Crescimento, Emprego, Mais Justiça Social".

As comemorações da Central iniciam-se com uma Marcha Solidária durante a manhã. As intervenções político-sindicais do secretário-geral da organização, Carlos Silva, e da presidente Lucinda Dâmaso estão agendadas para o início da tarde de segunda-feira, no Centro Cultural da cidade.