Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Presidente da República começa a ouvir partidos sobre Programas de Estabilidade e Reformas

José Sena Goulão

Marcelo Rebelo de Sousa ouve hoje e amanhã os partidos sobre o Programa de Estabilidade e o Programa Nacional de Reforma aprovados quinta-feira em Conselho de Ministros. Os primeiros são PSD e PS

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, começa hoje a receber os partidos com representação parlamentar para discutir o Programa de Estabilidade e o Programa Nacional de Reformas, aprovados na quinta-feira em Conselho de Ministros.

O primeiro partido a ser recebido no Palácio de Belém será o PSD, pelas 14:00, seguindo-se o PS, às 15:00, e o BE, às 16:00.

Na terça-feira, Marcelo Rebelo de Sousa irá ouvir o PCP (14:00), o PEV (15:00), o PAN (16:00) e o CDS-PP (17:00).

No dia em que a data dos encontros foi anunciada, a 07 de abril, o chefe de Estado recordou que o Programa de Estabilidade e o Programa Nacional de Reformas são primeiro aprovados pelo Governo em Conselho de Ministros e, só depois, vão ao parlamento.

"Como saberão, o Governo vai aprovar o Plano de Estabilidade e o Plano Nacional de Reformas na versão para o futuro próximo que irá depois ao parlamento. Entre um momento e outro momento, o Presidente da República recebe, como tem feito periodicamente, os partidos com assento parlamentar", justificou na altura Marcelo Rebelo de Sousa.

O Programa de Estabilidade e o Programa Nacional de Reformas foram aprovados na quinta-feira em Conselho de Ministros, estando o debate do parlamento agendado para quarta-feira.

Há um ano, na primeira vez que o chefe de Estado chamou a Belém os partidos com representação parlamentar depois de tomar posse, em 09 de março de 2016, o tema dos encontros foi também o Programa de Estabilidade e o Programa Nacional de Reformas apresentados pelo Governo.

Esta é a quarta vez que Marcelo Rebelo de Sousa chama os partidos com representação parlamentar sem ser por imposição constitucional.

Depois dos encontros em abril de 2016, que tiveram como tema o Programa de Estabilidade e o Programa Nacional de Reformas, Marcelo Rebelo de Sousa voltou a receber as delegações partidárias para uma análise da situação política, em 25 de julho.

Em outubro, o chefe de Estado convocou novamente os partidos com assento parlamentar para audiências em Belém, na sequência da apresentação da proposta de Orçamento do Estado para 2017.

Em 27 e 28 de junho, o Presidente da República recebeu os partidos representados na Assembleia Legislativa dos Açores, por imposição constitucional, no quadro da marcação da data das eleições nesta região autónoma.