Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Novo Banco vendido. Primeiro-ministro fala às 19h

José Carlos Carvalho

António Costa, acompanhado por Mário Centeno, vai dar explicações sobre a venda do Novo Banco às 19h em São Bento. O acordo com a Lone Star está fechado

António Costa vai dar explicações esta sexta-feira sobre o processo de venda do Novo Banco. A declaração está marcada para as 19h em São Bento. O acordo para a venda do Novo Banco à Lone Star está fechado, sabe o Expresso. O próximo passo é a concretização do negócio, o chamado closing. A Lone Star ficará com 75% do capital e o Fundo de Resolução com os restantes 25%.

Centeno estará ao lado de Costa na comunicação desta tarde, mas será o primeiro-ministro a falar. Inicialmente, estava previsto que fosse o ministro das Finanças a dar a conferência de imprensa. Na quinta-feira, a ministra da Presidência Maria Manuel Leitão Marques disse que Mário Centeno é que daria as explicações sobre o negócio.

“Amanhã (sexta-feira), o ministro das Finanças dará todas as explicações relativamente ao processo de venda do Novo Banco. Esperemos que esta questão seja fechada muito em breve. Todos temos interesse nisso: Governo e contribuintes. A estabilização do sistema financeiro é um bem precioso”, afirmou a governante após a reunião do Conselho de Ministros.

Segundo disse Centeno, na quarta-feira, à Bloomberg, a venda do banco estará concluída até ao final da semana.

O Novo Banco é o banco de transição que ficou com os ativos menos problemáticos do Banco Espírito Santo (BES), alvo de uma intervenção das autoridades em 3 de agosto de 2014, e que está em processo de venda.

Desde fevereiro que o Governo está a negociar a venda do Novo Banco em exclusivo com o fundo norte-americano Lone Star.

O fundo norte-americano passou para a frente nas negociações depois de, no final de 2016, ter sido noticiado que, entre os concorrentes, o fundo chinês Minsheng tinha a melhor proposta financeira, mas não apresentou provas de que conseguiria pagar o montante oferecido, devido às restrições de movimentação de divisas na China.

Por acordo com a Comissão Europeia, o Novo Banco tem de ser vendido até agosto deste ano.