Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Socialista defende nome de Alberto João Jardim para aeroporto da Madeira

Octávio Passos

Para Francisco Seixas da Costa, a escolha de Cristiano Ronaldo para dar o nome ao aeroporto é errada

Martim Silva

Martim Silva

Diretor-Executivo

A escolha do nome para o aeroporto da Madeira continua envolta em polémica. Agora é a vez do socialista Francisco Seixas da Costa defender que, em vez do futebolista, o aeroporto devia era ter o nome de... Alberto João Jardim.

"Sabendo bem que o que escrevo é polémico e desagradará a muitos dos meus amigos (e, infelizmente, agradará a muitos que prezo em não ter como tal), quero aqui dizer, com total frontalidade e sem ambiguidades, que me chocaria muito menos que o nome de Alberto João Jardim fosse dado ao aeroporto da Madeira, em lugar do de Cristiano Ronaldo, cujas qualidades atléticas ficariam, com certeza, muito mais adequadamente consagradas num estádio ou outra instalação desportiva.O oportunismo turístico tem limites, que são os do bom-senso, da justiça e, claro, do ridículo", afirmou Seixas da Costa na sua página na rede social Facebook.

Seixas da Costa, antigo secretário de Estado socialista e diplomata, é apenas mais uma voz num processo que tem avolumado muitas críticas.

A cerimónia de inauguração do aeroporto com o novo nome está marcada para a próxima quarta-feira, após o jogo particular que na terça-feira vai opor, na Madeira, as seleções de futebol de Portugal (onde joga Cristiano Ronaldo) e da Suécia, e contará com a presença de Marcelo Rebelo de Sousa e de António Costa, presidente da República e primeiro-ministro.

A escolha do nome do aeroporto foi feita pelo governo regional da Madeira, liderado por Miguel Albuquerque, mas tem levantado dúvidas e críticas.

O próprio Ministério do Planeamento e Infraestruturas, liderado por Pedro Marques, já tinha manifestado dúvidas sobre a legitimidade da decisão do governo liderado por Miguel Albuquerque.

Também Marcelo Rebelo de Sousa manifestou as suas dúvidas sobre a escolha, tal como o Expresso escreveu na sua edição de 11 de março. Além disso, também parte do PSD da Madeira defendia que a escolha recaísse em Alberto João Jardim, que liderou o governo regional da Madeira durante décadas.