Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

“É por haver pessoas destas a exercer cargos destes que a Europa está como está”

alberto frias

O socialista Jorge Coelho comentou, esta quinta-feira à noite no programa da SIC Notícias, Quadratura do Círculo, as declarações do presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem

Ana Baptista

Ana Baptista

Jornalista

O socialista Jorge Coelho não poupou críticas ao presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, que na terça-feira referiu, numa metáfora, que os países do sul da Europa andaram a gastar dinheiro em "mulheres e copos" e que por isso é que precisaram de pedir ajuda financeira.

"Este senhor é um artista. É por haver pessoas destas a exercer estes cargos que a Europa está como está. Ele tem de ser posto a andar do cargo de presidente do Eurogrupo. Era um forte contribuito a uma Europa diferente", disse esta quinta-feira à noite na SIC Notícias, no programa Quadratura do Círculo.

A mesma opinião foi partilhada por Pacheco Pereira e Lobo Xavier, também comentadores no mesmo programa. "O Dijsselbloem é execrável há muito tempo. É o polícia do Schauble no Eurogrupo", disse Pacheco Pereira, mas comentando ainda que, infelizmente, "há muitos portugueses que seguem as opiniões de Dijsselbloem".

Já para Lobo Xavier, a frase do presidente do Eurogrupo "é absolutamente inaceitável" e reveladora de "um moralismo de xenofobia". Diz o advogado que é "surreal" que num momento em que a Europa mais precisava de inclusão, sejam proferidas "estas declarações absurdas" que mostram bem que "os socialistas do norte pensam coisas muito parecidas. Não é uma coisa só dos conservadores".