Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Eurodeputado suspenso e multado em mais de €9000 por comentário sexista

PATRICK HERTZOG / AFP / Getty Images

O polaco Janusz Korwin-Mikke vai ser punido pelo presidente do Parlamento Europeu com sanções sem precedentes

Luísa Meireles

Luísa Meireles

Redatora Principal

O eurodeputado polaco que afirmou que as mulheres “devem ganhar menos” do que os homens, porque são “mais fracas, pequenas e menos inteligentes” vai ser punido com sanções sem precedentes pelo presidente do Parlamento Europeu, Antonio Tajani.

Tajani anunciou esta terça-feira, em Estrasburgo, que as declarações de Janusz Korwin-Mikke, fundador do partido de extrema-direita e eurocético "Coligação para a Renovação da República", eram contra a igualdade do género.

As sanções incluem a perda das ajudas de custo diárias durante 30 dias (9210 euros), a suspensão da sua participação em todas as atividades do Parlamento durante 10 dias e a proibição do deputado representar o PE durante um ano.

O nível das sanções impostas é proporcional à gravidade das declarações do deputado, que ofendeu todas as mulheres, através de um ataque à igualdade de género, durante um debate sobre a mulher, numa sessão plenária presidida por uma mulher, segundo Tajani.

“Não irei tolerar este tipo de comportamento, em particular de quem deveria, com dignidade, representar os cidadãos europeus”, afirmou o Presidente do PE, que considerou “as sanções apropriadas à gravidade da ofensa”.