Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

PS Guarda exige a ministro da Saúde nomeação de “boy”

Líder do PS escreveu email a Adalberto Campos Fernandes a reivindicar escolha de pessoa da sua confiança para Unidade de Saúde Local e ameaça com desistência de candidatos autárquicos

O PS da Guarda está em guerra com o ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, e ameaça retirar-lhe confiança política se este não nomear para o conselho de administração da Unidade Local de Saúde da Guarda um elemento da "confiança" do PS local.

Em email enviado sexta-feira ao ministro e à secretária-geral-adjunta, o líder do PS-Guarda, António Saraiva, lamenta que o novo órgão não integre «um único elemento da plena confiança das nossas estruturas locais e concelhias». No protesto formal, noticiado pela comunicação social regional (Rádio Altitude e o jornal Terras da Beira), os socialistas da Guarda avisam que se isso viesse a acontecer seria “o desacreditar do PS em termos distritais” e, “como tal, o arrastar de graves consequências políticas”, como por exemplo, o “desvincular dos órgãos distritais por parte de alguns membros” ou a desistência de alguns candidatos autárquicos.

Adalberto Campos Fernandes convidou há várias semanas a médica Isabel Coelho para presidir ao novo conselho de administração da ULS e terá dado carta branca para que forme a sua equipa.

Contactado pelo Expresso, o Ministério da Saúde recusou fazer quaisquer comentários.