Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

PSD e CDS caíram em “desespero” e “desnorte” sobre Carlos Costa, diz Bloco de Esquerda

A coordenadora nacional do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, discursa durante a apresentação do candidato do partido às eleições autárquicas no concelho de Vila Nova de Gaia, na Biblioteca Municipal de Gaia.

ESTELA SILVA/LUSA

A coordenadora do BE recordou o caso do BES e o facto de Carlos Costa ter “fechado os olhos” a tudo o que aconteceu no Banco Espírito Santo

A coordenadora nacional do Bloco de Esquerda (BE), Catarina Martins, classificou como “desespero” e “desnorte” as atitudes do PSD e CDS-PP sobre a recondução do governador do Banco de Portugal, Carlos Costa.

“É de um desespero, é de um desnorte de quem de facto não tem nada a dizer a quem vive neste país e a quem precise de reconstruir confiança na democracia, na nossa capacidade coletiva de tomar decisões e de defender o interesse público contra os predadores do costume”, afirmou Catarina Martins, durante a apresentação da candidatura de Renato Soeiro à Câmara Municipal de Gaia nas próximas eleições autárquicas.

A coordenadora do BE recordou o caso do BES e o facto de Carlos Costa ter “fechado os olhos” a tudo o que aconteceu no Banco Espírito Santo. “Já havia um relatório da comissão de inquérito ao BES, aprovado por todos os partidos, a dizer que Carlos Costa tinha fechado os olhos a tudo o que se passava no BES, quando PSD e CDS decidiram reconduzir Carlos Costa”, disse, lamentando as desculpas dos líderes do PSD e do CDS-PP.

“E quando nós perante todas as falhas enormes, gravíssimas do governador do Banco de Portugal dizemos que ele não tem lugar no Banco de Portugal, o PSD diz que acha muito mal que o BE critique cortar no governador Carlos Costa, e Assunção Cristas diz coitadinho, ele não tem culpa, tem é falta de meios”, afirmou a dirigente do BE.

Catarina Martins é a mandatária da candidatura de Renato Soeiro à Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, que foi este domingo anunciada na Biblioteca Municipal de Vila Nova de Gaia.