Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

António Costa diz ser preciso ter “nervos de aço e sangue frio” com a oposição

ESTELA SILVA/ Lusa

A oposição anda “muito irritada” com o sucesso do país, praticando “um exercício artificial de guincharia e insultos”, considerou o primeiro-ministro

O secretário-geral do PS, António Costa, afirmou este sábado que é preciso ter "nervos de aço e sangue frio", porque a oposição anda "muito irritada" com o sucesso do país, praticando "um exercício artificial de guincharia e insultos".

"Temos de ter nervos de aço e sangue frio, já percebemos todos que a oposição anda muito irritada e também já percebemos bem o que a irrita, cada sucesso do país é um insucesso da oposição, mas a culpa não é do país, a culpa é mesmo da oposição", disse António Costa durante a inauguração da sede do PS de Vila Nova de Gaia, no distrito do Porto.

A estratégia adotada pela oposição de que tudo o que for bom para o país é mau para ela e tudo o que for mau para o país é bom para ela é "absurda", considerou Costa, sublinhando que quem aposta nos interesses contrários aos interesses do país está condenado a fracassar.

"Se há coisa que nenhum português quer é mal ao seu país, portanto, ninguém deseja o bem da nossa oposição", vincou.

O secretário-geral frisou que Portugal vive este sábado um clima de tranquilidade e paz social e que só o "exercício artificial de guincharia e insultos" por parte da oposição procura criar uma ilusão no país de que não vive uma situação de confiança e respiração, sem angústia e num tempo novo.