Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

PS quer audição hoje “se possível” de Rocha Andrade sobre “fuga” dos 10 mil milhões

NUNO FOX / LUSA

João Galamba diz que a “fuga” de 10 mil milhões de euros para paraísos fiscais é uma “eventual falha política” ou “dos serviços” da Autoridade Tributária que tem que ser esclarecida no Parlamento

O PS quer ouvir “se possível ainda hoje” o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais sobre a “eventual falha política” ou “dos serviços” na “fuga” de 10 mil milhões de euros para paraísos fiscais sem tratamento tributário.

É uma “eventual falha política” ou “dos serviços” da Autoridade Tributária e o “Parlamento tem que ser esclarecido”, disse o deputado do PS João Galamba, no final de uma reunião da bancada socialista, no Parlamento.

João Galamba afirmou ser necessário desligar este caso da fuga dos 10 milhões de euros do que está a ser feito por um grupo de trabalho, no Parlamento, que está a analisar propostas quanto do tempo que leis relacionadas com o combate à “criminalidade económica financeira e fiscal”.

O primeiro caso é sobre a aplicação da lei, o segundo relaciona-se com propostas, explicou, em discussão no grupo de trabalho e que ainda não têm forma de projeto, o que demorará ainda a acontecer.

Rocha Andrade manifestou-se na quarta-feira disponível para ir ao parlamento prestar esclarecimentos sobre fuga de capitais para paraísos fiscais.

“Se o parlamento confirmar essa convocatória, lá estarei para esclarecer todas as questões da informação de que disponho, sobre a situação que existia e sobre as decisões que este Governo foi tomando”, afirmou o governante à margem do primeiro balanço Simplex+ 2016, quando questionado pelos jornalistas sobre a “fuga de dez mil milhões de euros” para paraísos fiscais.