Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Parlamento condena ilegalização do Partido Comunista da Ucrânia

ANT\303\223NIO COTRIM

O voto contra a ilegalização dos comunistas ucranianos foi apresentado pela bancada do PCP e aprovado pelas bancadas do PS, PCP, BE e PEV e teve o voto contra de PSD e CDS

A Assembleia da República condenou esta sexta-feira a ilegalização do Partido Comunista da Ucrânia e a continuação do estado de guerra no Leste da Europa.

O voto contra a ilegalização dos comunistas ucranianos foi apresentado pela bancada do PCP e aprovado pelas bancadas do PS, PCP, BE e PEV e teve o voto contra de PSD e CDS.

No texto aprovado, lê-se que a lei de 2015 aprovada na Ucrânia que permitiu a ilegalização dos comunistas é antidemocrática e contraria normas e convenções do direito internacional.

Já o voto de condenação ao continuado estado de guerra no Leste europeu foi apresentado apelo PSD, recolheu o apoio de todas as bancadas, exceto do BE e “Os Verdes”.

No voto de condenação, os sociais-democratas defendem o fim dos confrontos no leste da Ucrânia, condenam a violação dos direitos humanos e das liberdades individuais, apelando ainda a uma solução pacífica para a “instauração da paz e segurança” das populações.