Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Marcelo sugere o nome de Mário Soares para novo aeroporto

Marcos Borga

Marcelo Rebelo de Sousa considera que dar o nome de Mário Soares ao novo aeroporto seria “uma homenagem justa a quem tanto serviu o país”

O Presidente da República sugeriu esta quarta-feira que o aeroporto complementar de Lisboa, que poderá localizar-se no Montijo, seja batizado com o nome de Mário Soares, em homenagem ao ex-chefe de Estado falecido a 7 de janeiro.

“Se é possível ao Presidente da República fazer neste ensejo alguma sugestão, ela é de que essa nova realidade mereça o nome de Mário Soares, homenagem justa a quem tanto serviu o país e que assim pode ficar perpetuado numa realidade essencial para o nosso progresso coletivo”, salientou Marcelo Rebelo de Sousa no decorrer de uma visita à OGMA - Indústria Aeronáutica de Portugal, em Alverca.

Para o chefe de Estado, a opção sobre “nova realidade aeroportuária” configura “uma decisão de regime, uma decisão governativa muito importante para o país”.

“É uma opção fundamental para o país a médio e a longo prazo, mas que envolve também a valorização da nossa Força Aérea. São duas realidades que se encontram irmanadas”, sublinhou.

A sugestão de Marcelo Rebelo de Sousa acontece no dia em que o Governo e a ANA - Aeroportos de Portugal assinam um memorando de entendimento para “estudar aprofundadamente” um aeroporto no Montijo complementar ao de Lisboa, dez anos depois de ter sido equacionada a hipótese “Portela + 1”, abandonada em 2008.

A construção de um novo aeroporto na região de Lisboa ou a existência de uma infraestrutura complementar ao Aeroporto Humberto Delgado tem estado em discussão nos últimos anos, tendo sido realizados vários estudos e analisadas diversas localizações, sendo a construção da infraestrutura no concelho de Alcochete, distrito de Setúbal, a que esteve mais próxima de se tornar realidade.