Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Diretora-geral do Tesouro e Finanças apresenta demissão

Elsa Roncon Santos deixa de exercer funções na próxima segunda-feira. Até ser nomeado um novo diretor-geral, será a subdiretora-geral do Tesouro e Finanças, Maria João Araújo, a assumir o cargo

Elsa Roncon Santos, diretora-geral do Tesouro e Finanças, apresentou a demissão. A informação foi confirmada esta sexta-feira, em comunicado, pelo Ministério das Finanças.

“A equipa liderada pela DGTF, que iniciou funções em 2011, conduziu os destinos da Direção-Geral do Tesouro e Finanças num período particularmente exigente para a Administração Pública, nomeadamente para os serviços do Ministério das Finanças”, lê-se no comunicado enviado às redações pelo Ministério das Finanças.

Por agora, ainda não há um nome definitivo para substituir Elsa Roncon Santos. Até à nomeação de um novo diretor-geral, será Maria João Araújo, a atual subdiretora-geral do Tesouro e Finanças, a assumir o cargo.

Na nota enviada, o secretário de Estado adjunto e das Finanças, Ricardo Mourinho Félix, que trabalhou com Elsa Roncon Santos por um ano, agradeceu “competência, lealdade e sentido de responsabilidade na prossecução do interesse público com que desempenhou as suas funções ao longo de mais de um ano de trabalho conjunto”.

Em julho de 2013, Elsa Roncon apresentou a demissão de diretora-geral do Tesouro à então ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque. No entanto, “aceitou continuar à frente da Direção-Geral do Tesouro e Finanças até ser designado um substituto, sendo que foi decidido avançar rapidamente com o concurso para a DGTF”.

Apesar do pedido de demissão, nunca abandonou o cargo e, em 2015, voltou a concorrer e a ser nomeada ainda pelo anterior Governo.