Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

MNE rejeita alterações ao Acordo Ortográfico

DOCUMENTO O texto divulgado esta sexta-feira defende a variante portuguesa da língua

JOSÉ CARLOS CARVALHO

O ministro dos Negócios Estrangeiros considerou que alterações ao acordo só depois de concluído todo o processo

Luísa Meireles

Luísa Meireles

Redatora Principal

O ministro Augusto Santos Silva afirmou esta terça-feira que eventuais alterações ao Acordo Ortográfico só depois de estar concluído o processo de ratificação em todos os países que o aprovaram.

"A nossa posição é que devemos aguardar serenamente que o processo de ratificação seja concluído para que o acordo possa entrar em vigor em todos os países que o ratificaram e aprovaram", afirmou o ministro aos jornalistas à margem de uma cerimónia de apresentação de uma nova plataforma digital para a aprendizagem de português.

Para o ministro, "o Acordo Rrtográfico é um acordo internacional que o Estado português subscreveu e ratificou, o qual se encontra em vigor em Portugal e outros países de língua portuguesa e em outros ainda está em processo de ratificação".

Santos Silva recusou-se a responder se o Governo estaria disposto a aceitar alterações ao acordo, mas sublinhou que "nada está isento nem de crítica nem de possibilidade de melhoria".