Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Pina Monteiro chefia Estado-Maior-General das Forças Armadas até julho de 2018

Governo vai propor ao Presidente da República a recondução do general Pina Monteiro na chefia do Estado-Maior-General das Forças Armadas, cargo que só poderá desempenhar até julho de 2018, mês em que terá obrigatoriamente de se reformar

Carlos Abreu

Jornalista

Tal como o Expresso noticiou a 26 de novembro e o Ministério da Defesa confirmou alguns dias depois, o general Artur Pina Monteiro será reconduzido na chefia do Estado-Maior-General das Forças Armadas. Esta quinta-feira foi dado mais um passo nesse sentido, com o Conselho de Ministros a “propor ao Presidente da República a prorrogação do mandato” deste general do Exército.

É sabido que Pina Monteiro (que faz anos em março) não poderá concluir o mandato de dois anos para o qual será empossado pelo seu comandante supremo, Marcelo Rebelo de Sousa, já que em julho de 2018 atinge a idade limite para a reforma (66 anos e quatro meses, segundo as regras em vigor).

Nessa altura, tal como o Expresso também noticiou, o Governo irá retomar o chamado princípio da rotatividade dos chefes de Estado-Maior. Quer isto dizer que ao general Pina Monteiro sucederá o atual chefe do Estado-Maior da Armada, almirante Silva Ribeiro.

O princípio da rotatividade foi interrompido por Cavaco Silva com a nomeação de Pina Monteiro em fevereiro de 2014.