Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

PSD: Dizer que comissão de inquérito à CGD já pode apresentar conclusões é “ousadia muito acima da média”

Coordenador do PSD criticou os deputados do PCP e do BE por terem pedido para “que se avance para o período de conclusões”

O coordenador do PSD, Hugo Soares, na comissão de inquérito à Caixa Geral de Depósitos (CGD) definiu esta quinta-feira como uma "ousadia muito acima da média" a posição de partidos que defendem que os trabalhos devem partir agora para as conclusões.

"É uma ousadia muito acima da média haver grupos parlamentares que propõem ainda audições, ainda que ligeiras e poucas, e venham dizer que a comissão de inquérito está em condições de apresentar conclusões, apresentando eles próprios as conclusões que gostariam de ver no relatório", sublinhou Hugo Soares, falando na reunião dos deputados da comissão parlamentar de inquérito à Caixa.

Antes, os deputados do PCP, Miguel Tiago, e do BE, Moisés Ferreira, haviam-se mostrado contrários a uma nova interrupção dos trabalhos e, no caso do PCP, a vontade é a de que não haja mais audições e se avance para o período de conclusões.

Já o bloquista Moisés Ferreira sublinhou, sobre a eventual nova pausa nos trabalhos para a chegada de nova documentação: "É muito difícil de justificar para o país porque é que a comissão de inquérito demora tanto tempo a produzir conclusões e o seu relatório".

Ora, o PSD tem ainda direito a oito pedidos potestativos de audição e o CDS-PP tem direito a dois outros, pelo que ainda é de esperar que nomes como Francisco Bandeira, Armando Vara e os auditores da CGD nos últimos 15 anos venham prestar esclarecimentos na comissão de inquérito.

A comissão de inquérito à CGD tomou posse a 5 de julho na Assembleia da República, e debruça-se, por exemplo, sobre a gestão do banco público desde o ano 2000, abordando ainda os factos que levaram ao processo de recapitalização do banco, que foi aprovado por Bruxelas - o objetivo recente de PSD e CDS era incluir os novos dados da recapitalização no âmbito dos trabalhos, o que foi chumbado.