Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Comunistas contra ação “xenófoba e segregacionista” de Israel e solidários com Palestina

PCP condena construção de novos colonatos na Cisjordânia

Os dirigentes do PCP insurgiram-se esta quinta-feira contra o que consideram ser uma “continuada ação do Governo israelita, de natureza xenófoba e segregacionista, contra os cidadãos palestinianos”, incluindo construção de novos colonatos na Cisjordânia.

“O PCP reafirma a sua solidariedade para com o Partido Comunista de Israel e todas as forças democráticas e progressistas israelitas que lutam contra a política sionista do Governo de Israel, pela paz e pelo respeito dos direitos do povo palestiniano”, lê-se em comunicado.

O texto do PCP lamenta a violência “contra a população de Umm Al-Hiran - aldeia do deserto de Al Naqab - e expressa a solidariedade dos comunistas portugueses à luta que estes travam em defesa dos seus direitos”.

“A campanha contra os cidadãos palestinianos de Israel é gémea da continuada e persistente campanha de colonização da Cisjordânia, incluindo de Jerusalém Oriental, e de bloqueio sobre a faixa de Gaza”, sublinham os comunistas portugueses.

Segundo o comunicado do PCP, são condenáveis “as decisões do Governo israelita de expansão e construção de novos colonatos na Cisjordânia - de que a decisão anunciada ontem [quarta-feira], de construção de 3.000 novas ‘unidades de habitação’ é mais um grave exemplo -, em aberto desrespeito pelo Direito Internacional, reafirmado pela recente resolução 2334 do Conselho de Segurança das Nações Unidas”.