Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Há um português em cada canto do mundo? Vamos poder saber

JOÃO RELVAS/LUSA

MNE entra no vasto mundo das apps e apresenta esta manhã a Aplicação Registo Viajante, para quem efetua viagens ou deslocações de curta duração ao estrangeiro

Cristina Figueiredo

Cristina Figueiredo

Jornalista da secção Política

O registo é voluntário, fácil, gratuito, seguro e confidencial, garante o Ministério dos Negócios Estrangeiros, que esta quarta-feira apresenta, através do ministro Augusto Santos Silva e do secretário de Estado das Comunidades José Luís Carneiro, a Aplicação Registo Viajante, destinada a portugueses em viagem (de curta duração) pelo mundo. A ideia é poder localizar facilmente (através de um serviço de georeferenciação) os cidadãos nacionais, sobretudo em caso de emergência. Mas não só.

Quem se inscreve na aplicação recebe informações sobre as condições de segurança do destino e recomendações de segurança no telemóvel (se a situação no país visitado o justifique), com acesso a contactos em caso de crise grave – com ligação rápida com Gabinete de Emergência Consular em caso de crise.

Dispõe ainda de informação útil (e permanentemente atualizada) sobre os países, nomeadamente os contactos das representações diplomáticas e consulares de Portugal ou detalhes de locais a visitar.

A app destina-se a todos os portugueses, lusodescendentes ou detentores de dupla nacionalidade, onde quer que residam, mas que vão realizar uma deslocação ao estrangeiro, mesmo que temporária. Em caso de emergência (catástrofe natural, alteração ordem pública, acidentes), justifica o MNE, a aplicação permite que o viajante seja mais facilmente localizado e contactado.