Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Marcelo defende baixa da TSU para os patrões

Presidente da República deu este domingo à noite a sua primeira entrevista televisiva do mandato. Defendeu o acordo de Concertação Social e a polémica descida da TSU para os patrões, que o PSD se prepara para chumbar no Parlamento

Martim Silva

Martim Silva

Diretor-Executivo

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, defendeu este domingo à noite o acordo de Concertação Social e a baixa da Taxa Social Única para os patrões.

Em entrevista à SIC, a primeira desde que foi eleito, há um ano, o chefe do Estado realçou o “mérito” de “ter-se conseguido um acordo de Concertação Social”.

“Durante muito tempo, convenci-me que era um acordo inviável. Foi muito difícil, louvo a boa vontade” dos cinco parceiros que o assinaram, afirmou Marcelo.

Quanto à descida da TSU, a mais polémica das medidas do acordo, e que PCP, BE e PSD se preparam para chumbar no Parlamento, Marcelo mostrou-se adepto da ideia. “Era um sinal” positivo para a economia e para o crescimento, acrescentou.